É seguro pedalar sozinh@?

16 / 08 / 2021 Ler notícia

Pedalar sozinho pode ser seguro, e isso só depende de dois fatores: do ciclista e de seu planejamento

pedalar sozinho

Planejar a rota mais segura tanto em termos de trânsito quanto de violência é o ponto de partida para um ciclista em qualquer lugar do mundo. E esse planejamento é ainda mais importante quando estamos no Brasil ou em qualquer outro país subdesenvolvido com uma cultura de ciclismo (e/ou mobilidade urbana) ainda em seu comecinho.

Outro aspecto fundamental para a segurança do pedal é estudar as características do percurso. Você tem conhecimento e técnica suficiente para pilotar a bicicleta no local escolhido? E não estou falando só para quem quer se aventurar off road não! Descer uma serra de asfalto requer muito cuidado e conhecimento.

Cada tipo de terreno, ambiente e bicicleta exigem habilidades distintas. Não necessariamente um ciclista experiente pedalando na cidade terá habilidades suficientes para encarar uma trilha sozinho com segurança. Aliás, é mais provável que não, pois andar em trilhas requer uma iniciação especial e o processo deve ser respeitado.

ATENÇÃO! Tenha atenção! 

“Ter consciência de que qualquer distração pode ser fatal é parte do kit de sobrevivência do ciclista” – Viviane Favery

E isso é de responsabilidade do ciclista e de mais ninguém. Olhar para baixo e não para frente é o erro mais comum, e com isso ser pego de surpresa por “problemas”. Outro erro é usar fones nos dois ouvidos e limitar a capacidade de escuta, tão fundamental quando estamos em cima da bike para antecipar situações e ter visão periférica. Para ser seguro pedalar sozinho, é preciso estar presente de corpo e alma.

O quanto o ciclista está disposto a arriscar e se expor a perigos é outro fator.

Por exemplo, quando vou pedalar sozinha em trilhas, ando entre 60 a 70% da minha capacidade técnica, ou seja, 100% dentro da minha zona de conforto e com total controle sobre minha pilotagem. Com isso, tenho margem para antecipar problemas e escolher como reagir. Só pedalo a 100% da minha capacidade (tanto em termos de velocidade quanto para encarar um obstáculo novo) quando estou acompanhada das pessoas certas e com certeza de que se algo acontecer, receberei o cuidado correto e adequado.

RECAPITULANDO

Portanto, recapitulando, pedalar sozinho pode ser seguro, só depende do quanto você está disposto a se expor à:

  1. Questões externas e incontroláveis como violência, trânsito e natureza (clima, animais, etc);
  2. Nível de habilidade técnica;
  3. Atenção e concentração (presença);
  4. Do quanto você quer colocar sua capacidade técnica à risca.

 

Anotou? Refletiu? Compartilhou este post com os amigos? Agora então é só ficar conectado com a gente, pois semana que vem vou dar dicas para quando é preciso pedalar sozinho.

 

Deixe seu comentário

Leia também

Newsletter
Receba novidades por e-mail