Glossário da Bike

02 / 08 / 2021 Ler notícia

O mundo do ciclismo possui diversos termos específicos, e o objetivo deste post é criar um glossário da bike, para você consultar sempre que tiver uma dúvida ou curiosidade.

Será um post “vivo”, pois tem o objetivo de se atualizar conforme surgirem novos termos ou percebemos que deixamos algo de fora.

Também vale lembrar que o mundo do ciclismo é enorme e abraçar todas as suas disciplinas aqui é uma meta ousada! Mas contamos com a sua ajuda! 

Se tiver algum termo que você não encontrou aqui, deixe seu comentário abaixo para que possamos enriquecer nosso glossário da bike no blog da Caloi.

 

MANOBRAS

Bunny hop – a tradução literal é “pulo do coelho”. É uma manobra usada para saltar / pular / sair do chão de uma maneira específica: elevando a roda dianteira seguida da roda traseira (e não as duas juntas). Aterriza com as duas ou com a dianteira antes.

Wheelie – empinar a roda dianteira e pedalar para frente sustentando-a no ar.

Nose wheelie – levantar a roda traseira e continuar o movimento para a frente, sustentando-a no ar.

Manual – empinar a roda dianteira e manter o movimento para frente sem pedalar, sustentando-a no ar.

Pump – a tradução literal é “bombear”. É uma manobra usada para gerar velocidade em pista com lombadas e depressões, naturais ou construídas pelo homem (pumptrack).

Pop – a tradução literal é “estourar, disparar, rebentar”. É uma manobra usada para tirar a roda dianteira do chão. Faz parte da técnica do pump e do salto.

OTB – é abreviação de “over the bars”, que significa capotar por cima do guidão.

 

PARTES DA PISTA

Drop – degrau.

Berm – curva construída, “parede”.

North Shore – partes da pista construídas de madeira, como pontes.

Rock Garden – a tradução literal é “jardim de pedras”. Pode ser natural nas trilha ou construídos pelo homem, como vemos nas pistas de mountain bike cross country.

Pumptrack – a tradução literal é “pista de bombear”. É uma pista construída para treinar a técnica de pumpear a bike, bombear (explicado acima). É onde começa (ou deveria começar) o aprendizado para pilotar a bicicleta / duas rodas.

Switchback OU hairpin turn – curvas em zigue zague.

 

PEÇAS

Pedal flat: pedal de plataforma.

 

TERMOS DE COMPETIÇÃO

World Cup = Copa do Mundo – muitos confundem Copa do Mundo com Campeonato Mundial, mas é importante entender que são eventos diferentes, cada um com sua importância. A copa do mundo é um campeonato com várias corridas ao longo do ano, em lugares diferentes. No final da temporada quem tiver acumulado mais pontos em cada etapa, ganha o título de campeão da Copa do Mundo daquele ano.

World Championship = Campeonato Mundial – acontece apenas uma vez por ano. O vencedor é o campeão mundial daquele ano, título reconhecido em todos os esportes e para sempre lembrado. Em todas as disciplinas do ciclismo, o campeão mundial recebe a famosa “camisa de arco-íris”. Só o campeão mundial vigente tem o direito de usá-la. Depois do período, tem que guardar (ou pendurar na parede 😉).

XC = Cross Country – vale para todos os esportes que usam essa sigla! Sempre que ler “XC”, você já pode entender que trata-se de “cross country”, que, por sua vez, significa andar pelas montanhas, subindo e descendo. Normalmente são terrenos técnicos com desnível positivo e negativo.

XCO – cross country olímpico. Disciplina criada para adaptar o mountain bike aos Jogos Olímpicos (Atlanta 96). Corrida em um circuito de 4 a 6 km e de 1h20 a 1h30 de duração. 

XCC – cross country courte, ou mais conhecido como short track. Pista de até 2 km, corrida de 20 minutos + 1 volta.

XCM – cross country marathon, ou maratona no Brasil. Disciplina de endurance, acima de 30 km, entre 3 e 6 horas de ruração.

Stage race – corrida com várias etapas e dura mais de dois dias seguidos.

DH – downhill. Corrida de gravidade (descida) contra o relógio. Ganha quem consegue descer o percurso o mais rápido.

BMX – bicycle motocross. Existem duas disciplinas: o BMX Freestyle, que consiste em um parque cheio de obstáculos e os ciclistas são julgados pelas suas manobras (ganha quem conquistar mais pontos em sua apresentação); e o BMX Cross, que consiste em uma corrida por baterias em uma pista com ondulações, curvas e saltos (ganha quem cruza a linha de chegada primeiro).

Road Cycling – ciclismo de estrada.

Clássica – corrida de ciclismo de estrada de um dia, que vai de um ponto A até um ponto B e ganha quem chegar primeiro. Não tem tempo acumulado, pontos ou prêmios secundários como vemos em provas famosas de ciclismo, como no Tour da França (camisa de escalador, sprinter, mais combativo, etc). Com o tempo, as provas “clássicas” foram ganhando tradição, e as cinco mais famosas são chamadas de Monumentos, entre elas, a Paris-Roubaix. Provas de um dia menos tradicionais e mais curtas (entre 120 e 170 km), são conhecidas também como semi-clássicas. E quando disputadas em circuitos, podem ser chamadas de critérium.

 

Deixe seu comentário

Leia também

Newsletter
Receba novidades por e-mail